Nápoles Subterrânea

Escondidas sob as ruelas do centro histórico de Nápoles, as instalações da Nápoles Subterrânea abrigam um dos maiores emaranhados de túneis da Europa

Olhando ao passado

Originalmente, os túneis foram criados pelos gregos como depósitos subterrâneos de água. Com a chegada dos romanos, esses espaços foram ampliados a partir da extração das rochas que seriam utilizadas na construção da cidade. 

Durante a Segunda Guerra Mundial, Nápoles sofreu terríveis bombardeios, por isso os túneis desempenharam um papel muito importante e foram usados como refúgios para salvar as vidas de mais de 200.000 pessoas

Com o final da guerra, o labirinto de túneis, grutas e cisternas converteu-se em um enorme depósito de lixo e ficou esquecido até o início do século XIX. No entanto, a partir daí foram resgatados para se converterem em uma das principais atrações turísticas da cidade

Percorrendo o subsolo

Após descer mais de 100 degraus e chegar a 40 metros de profundidade, nos encontraremos nas entranhas da cidade para percorrer uma sequência de túneis estreitos e extensas salas subterrâneas através das quais se inicia uma viagem pela história de Nápoles

Interessante, mas um pouco claustrofóbico

É importante ter em mente que o percurso é feito por túneis de apenas 70 centímetros de largura. Além disso, a visita ocorre na penumbra com a única iluminação de uma pequena vela. Por isso, se você sofre de claustrofobia ou não se sente a vontade em lugares estreitos e escuros, talvez não seja uma boa ideia realizar a visita. 

Horário

As visitas guiadas acontecem das 10:00 às 18:00 horas. A frequência entre elas é de uma hora.
Possuem uma duração de 1 hora e 30 minutos e podem ser feitas em italiano ou inglês.

Preço

Ingresso: 10€.

Transporte

Metrô: linhas 1 e 2.
Ônibus: linhas 201, C1N e R2.